TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

NIA E PRONTA RESPOSTA APREENDEM 63 QUILOS DE MACONHA NA ZONA RURAL DE CARUARU




Na noite desta quarta-feira (27), por volta das 22 horas, o Sargento “Lobo Solitário” e o soldado “Recruta Zero” do NIA (Núcleo de Inteligência do Agreste), acionaram os soldados Edinailton, S. Moura e J. Oliveira da GE Pronta Resposta, realizaram uma operação conjunta, no Posto Agamenon, e onde obtiveram a informação que na Rua da Inconfidência, na Vila Murici,  estaria acontecendo um laboratório de fabricação e venda de droga. Chegando ao local, os dois imputados: Cisley Henrique Belarmino dos Santos, vulgo “Edu” de 22 anos e Wesley Bráulio dos Santos Silva, de 19 anos, estavam saindo da casa no momento da chegada do policiamento.
Os policiais encontraram nos celulares dos imputados fotos deles ostentando o "glamour" do tráfico.

Ao fazerem a abordagem no veículo Corolla de placa KGV-2217 foram encontradas seis munições calibre 38 intactas, indagando o elemento conhecido por Edu sobre a existência de droga, ele confessou que estaria com certa quantidade guardada dentro de sua casa, e permitiu a entrada do efetivo. Após a realização de buscas foram encontrados 63 quilos de maconha, 38 bolsas de plástico contendo cocaína, uma bolsa com 0.009 gramas cocaína, três balanças de precisão, 14 munições calibre 38, duas munições calibre12, um silenciador de submetralhadora 9mm,um relógio dourado invicta, dois aparelhos celulares, uma touca ninja, dois celulares, um veículo Corolla prata clonado de placa KGV-2217 e a quantia de R$ 1.847.00 reais.

Uma vez que no local foram encontradas algumas munições de arma de fogo, o policiamento questionou onde estariam as respectivas armas conforme os calibres encontrados, tendo o Edu respondido que havia negociado as armas em troca da droga apreendida. As armas seriam: uma pistola calibre ponto 40 e uma submetralhadora  9mm de onde seria esse silenciador encontrado na casa. Indagando sobre o veículo o mesmo informou que seria clonado e que teria comprado pelo valor de R$ 10.000,00 reais. Após o término da abordagem, Edu ainda tentou subornar o policiamento oferecendo o valor de R$ 25,000,00 mil reais.


Foi dada voz de prisão aos envolvidos e os mesmos foram conduzidos até a delegacia regional, onde foram autuados em flagrante e serão apresentados na audiência de custódia.