TEFNET

TEFNET

AGRICENTER

AGRICENTER

COMERCIAL JR

COMERCIAL JR

VIP

VIP

RC TECIDOS

RC TECIDOS

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

BOMBEIRO QUE TRABALHA COMO TAXISTA E O PASSAGEIRO QUE É ADVOGADO FORAM BALEADOS POR TRÁS DO HOSPITAL MESTRE VITALINO, EM CARUARU



O taxista foi baleado na mão esquerda...

e costas.
Na manhã desta quinta-feira (09) duas pessoas foram baleadas por trás do Hospital Mestre Vitalino, no bairro Luiz Gonzaga em Caruaru, as vítimas são o Bombeiro Militar Euclides Bezerra da Silva Junior, o “Sargento Junior” como é conhecido, de 48 anos, que nas horas vagas trabalha como taxista na Praça do Shopping Difusora e o passageiro, o advogado, Elton Tabosa. Ambos trafegavam no taxi do Bombeiro, um veículo Chevrolet Spin, branco, placa OYP-6133.

O Cabo Adriano da Polícia Militar, que é irmão do Sargento Junior, disse que o seu irmão trabalha na companhia do Corpo de Bombeiros de Santa Cruz do Capibaribe e nas horas vagas atua como taxista, atividade que sempre desempenhou, inclusive antes de ingressar no Corpo de Bombeiros Militar e que apesar de possuir o Porte de Arma não estava portando nenhuma arma e a central de rádio, da qual é usuário, lhe acionou para ir buscar um cliente em casa, pois o veículo do cliente estaria quebrado e o passageiro o chamou para lhe levar por trás do Hospital Mestre Vitalino, pois havia alguém lhe aguardando para efetuar um pagamento. O Sargento foi e parou o veículo para o cliente conversar com o homem que o aguardava e depois surgiram mais dois elementos do matagal e efetuaram vários disparos contra os dois que mesmo baleados saíram correndo e se refugiaram no Hospital Mestre Vitalino. Sargento Junior, foi levado ao Hospital da Unimed e o advogado para a Casa de Saúde Santa Efigênia e não correm risco de morte.

A equipe de investigação da 20ª Delegacia de Homicídios, fez a perícia no taxi que ficou todo sujo de sangue a procura de vestígios e no entorno encontrou cápsulas de pistola calibre 380 e projéteis de revólver calibre 38.


O taxista Ribeiro, disse que é muito arriscado para a sua categoria, pois o criminoso solicita a corrida, leva o taxista para um local afastado da cidade e além de lhe assaltar pode matar para ao ser denunciado, ele solicitou que a Polícia Militar realize abordagens a taxistas através de blitzes dentro da cidade e que a Polícia Rodoviária Federal faça o mesmo nas rodovias que cortam a cidade, para inibir os constantes assaltos na área.