TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

DONA MACAXEIRA

DONA MACAXEIRA

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

COLUNA HORA DA CIDADANIA COM O DELEGADO ERICK LESSA


CRIMINALIDADE FORA DE CONTROLE.

Na edição de sábado do Jornal Nacional da TV Globo, foi estampado o que estamos alertando a todos aqui, quase que semanalmente. Foi noticiado que o estado de Pernambuco registrou nos primeiros 7 meses do ano registrou o aumento do país, no número de homicídios.

A matéria tratou do Brasil como um todo, em que o número de homicídios já registrados chega a impressionante de 28 mil vidas ceifadas violentamente, e deu maior ênfase a dois estados, notadamente os estados do Rio de Janeiro, com o absurdo número, por exemplo, de 100 policiais militares assassinados; e de Pernambuco com um incremento na ordem de quase 40% das mortes violentas (um total, de janeiro a julho de 3.323 assassinatos), nesses 7 meses, em relação ao mesmo período do ano passado. Não por coincidência esses estados tiveram nos últimos 10 anos importantes programas de segurança. No Rio de Janeiro as UPPs (Unidades de Polícia Pacificadoras), conhecida como um programa de sucesso, praticamente faliu, e em Pernambuco, um dos principais idealizadores do programa de redução da violência, o estudioso e professor José Luiz Ratton, chegou a afirmar que o PPV (Pacto Pela Vida) morreu.

Quando falamos dessa absurda e, incontrolável onda de insegurança, não se trata apenas da violência urbana, ocorrida nas grandes cidades. Não, pelo contrário, o estado de Pernambuco sofre mais com o incremento da violência no interior, nas cidades de médio porte, como é o exemplo de Caruaru. Apenas para citar dois casos chocantes ocorridos esse ano, e com situações relevantes na última semana: registraremos o caso do triplo latrocínio registrado no primeiro semestre de 2017, que deixou apenas um componente da família sobrevivente, mesmo sendo baleado, graças a Deus resistiu aos ferimentos (a polícia civil esclareceu o caso e remeteu a justiça). Esse crime aconteceu na Zona Rural de Caruaru, especificamente no Sítio Lagoa do Paulista e a audiência de instrução e julgamento, ocorreu, na semana passada.

Já no último sábado, dia 26 de agosto, mesmo dia que foi ao ar a reportagem acima mencionada, um jovem de 16 anos, foi assassinado, no centro da cidade de Caruaru. O adolescente denominado Tancredo de Almeida Valença Neto (a quem nós da Hora da Cidadania, dedicamos a coluna dessa semana) passeava de skate com os amigos, quando um veículo passou e um dos ocupantes efetuou disparos contra a vítima, que foi atingido, socorrido ao HRA, não resistiu aos ferimentos.

A sociedade não pode calar frente a essa escalada da violência, em nossa cidade, e deve exigir dos representantes do poder público municipal e estadual, medidas efetivas para a melhora na segurança dos nossos munícipes.


Fica a reflexão. Esteja atento à próxima edição da coluna Hora da Cidadania e envie sua opinião, crítica ou elogio para o e-mail: ericklessa04@gmail.com.

GRUPO MOTO ARTE