AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

RC TECIDOS

RC TECIDOS

GBest SPORT

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

COLUNA OPINIÃO DE MULHER COM A ENFERMEIRA E PROFESSORA UNIVERSITÁRIA NAYARA SOUSA




DESTRA E EMPRESAS DE ÔNIBUS INVESTIGADAS EM CARUARU

Na última segunda-feira (23), foi publicada uma portaria no Diário Oficial sobre o inquérito civil instaurado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), que investida a Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes (DESTRA) e as empresas de ônibus de Caruaru. A investigação teve início após a divulgação de denúncias sobre a falta de acessibilidade nos transportes públicos.

O Ministério Público visa garantir que o direito ao transporte e mobilidade das pessoas com deficiência seja assegurado, mantendo a igualdade de oportunidades assim como determina a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146, de 6 de Julho de 2015).

Entre o que será investigado, estará se ocorre o cumprimento das normas de acessibilidade no transporte público local. A avaliação verificará o cumprimento pela DESTRA e pelas concessionárias de transporte público que oferecem o serviço em Caruaru.

A empresa de ônibus Coletivo divulgou em nota que, 100% de sua frota, composta por 70 veículos circulantes na cidade, é acessível, com elevadores em perfeito estado de funcionamento. Segundo a direção: “A empresa lembra ainda que passou por recente fiscalização do Ministério Público para verificar justamente esse importante item de acessibilidade e inclusão e que cada empresa é responsável por cumprir o que determina o edital de licitação do transporte público de Caruaru”. 

Na prática, a população diz ser diferente e pede uma solução urgente! Pessoas com dificuldade de mobilidade relatam que muitos ônibus não param para que estas possam subir no transporte e que muitas vezes se arriscam no meio da rua para chamar a atenção dos motoristas. Além de, não conseguirem subir por falta de funcionamento dos elevadores.

Aguardamos a conclusão do inquérito e desejamos que seja preservada a dignidade, e o direito de ir e vir das pessoas, como preconiza nossa legislação! Que o poder público seja mais sensível a causa e oferte serviços de qualidade, para que a equidade seja garantida.

Essa foi minha opinião de mulher de hoje. Participe conosco enviando suas dúvidas, questionamentos e sugestões para dra.nayarasousa@hotmail.com.