TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CENTRAL BURGUER

CENTRAL BURGUER

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

quinta-feira, 22 de junho de 2017

ACUSADO DE MATAR JORNALISTA MARCOLINO JÚNIOR É CONDENADO A 30 ANOS E 5 MESES DE PRISÃO


Foi condenado nesta quarta-feira (21), a 30 anos e cinco meses de prisão, o design gráfico Rafael Leite da Silva, de 33 anos, acusado de matar o jornalista e colunista social, Marcolino Júnior, de 46 anos, em Caruaru. O crime aconteceu em 16 de abril de 2016, num quarto de motel na cidade, de acordo com as investigações da Polícia Civil.

O julgamento durou 15 horas e foi marcado por embates entre defesa e acusação. Rafael deve cumprir a pena em regime fechado por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, emprego de meio cruel, e recuso que impossibilitou a defesa da vítima) e ocultação de cadáver. Ele está preso na Penitenciária Juiz Plácido de Souza.

O advogado de Rafael Leite informou que vai recorrer da decisão. A juíza Priscila Farias Patriota não atendeu ao pedido da defesa para que o réu recorresse em liberdade.

Relembre o caso 

Segundo a Polícia Civil, o jornalista Marcolino Junior foi morto a facadas dentro de um quarto de motel em Caruaru, conforme a conclusão do inquérito policial que investigou o assassinato. De acordo com a Polícia, o executor do crime foi Rafael Leite da Silva, preso após tentar vender o veículo do colunista social.
Marcolino Junior fpi assassinado em 16 de abril de 2016 (Foto: Reprodução/Facebook)

O corpo do jornalista e colunista social foi encontrado no dia 18 de abril de 2016, na zona rural de Sairé, no Agreste. Ele estava desaparecido desde o dia 16. A perícia apontou que o réu deu um golpe de jiu-jítsu na vítima e três golpes de faca.

A causa da morte foi o "choque hemorrágico causado por ferimento perfuro-cortante". O instrumento utilizado foi encontrado em São Caetano, na casa de uma mulher com quem Raafel tinha um relacionamento.


Foram encontrados sangue no travesseiro do quarto e nas escadas do motel. Segundo o delegado Marcio Cruz, o corpo da vítima foi transportado no porta-malas do carro do próprio Marcolino. Em seguida, foi desovado em um matagal.

Fonte: G1