TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CENTRAL BURGUER

CENTRAL BURGUER

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

sábado, 2 de setembro de 2017

ELEMENTO É MORTO EM TROCA DE TIROS COM O BEPI EM CARUARU




No final da manhã desta sexta-feira (01), após receber informações do NIA (Núcleo de Inteligência do Agreste) do 4º BPM, a respeito de um elemento que estaria armado em uma lotação que vinha da cidade de Lajedo para Caruaru, o efetivo do BEPI (Batalhão Especializado de Policiamento do Interior), fez um bloqueio na BR 232, na entrada do Sítio Cipó em Caruaru e todas as lotações que vinham no sentido São Caetano/Caruaru estavam sendo abordadas, nisso o motorista de uma dessas lotações, informou que um elemento de boné, calça e camisa pretas, vinha com ele e teria descido momentos antes no viaduto, de posse dessas informações o policiamento fez deslocamento na tentativa de localizar o suspeito, sendo visualizado as margens da rodovia e ao ver os PMs, sacou sua arma de fogo, efetuando disparos contra a guarnição, fugindo em direção às residências próximas, para tentar se refugiar entrou em uma das casas e a proprietária saiu correndo pedindo socorro, pelo fato dele estar com a arma em punho.

Na tentativa de prender o marginal, os policiais cercaram o imóvel e ao invés de se render ele se protegeu e voltou a atirar nos PMs que revidaram a altura e atingiram o meliante que levou a pior, foi baleado e os próprios policiais o colocaram na viatura e o socorreram, levando-o ao Hospital Regional do Agreste, onde ele faleceu quando recebia os primeiros socorros. Foi entregue na delegacia de plantão um Registro de Nascimento que o elemento portava no bolso, em nome de Carlos André Lourenço Barbosa, de 29 anos, além da importância de R$ 200,00 e um revólver canela seca, calibre 38 com nove munições, sendo três deflagradas e seis intactas. 

A Polícia Civil descobriu que o elemento estava usando documento falso e o mesmo chamava-se, Leandro Lourenço Barbosa, vulgo "Nando" de 30 anos, que era da Rua Areia, no bairro Magano em Garanhuns.

Mesmo morrendo num confronto policial, o caso está sendo contabilizado como homicídio e foi o primeiro do mês de setembro, e na soma geral já são 194 assassinatos no ano de 2017. O corpo foi encaminhado para o IML local.