AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

DRIVE TOUR BRASIL

DRIVE TOUR BRASIL

segunda-feira, 18 de junho de 2018

COLUNA HORA DA CIDADANIA COM O DELEGADO ERICK LESSA



UM PADRÃO ALÉM DA COPA

Estamos vivenciando um momento o qual, a maioria dos brasileiros aprecia, a Copa do Mundo. É bem verdade que, nossa paixão pelo futebol é uma marca registrada e de nosso país diversos talentos foram e são revelados, sendo referência e inspiração para muitos outros. Mas, diante da realidade que estamos vivenciando nos últimos anos, esses dias também tem sido de reflexão e reivindicações.

Os serviços públicos no Brasil estão cada vez mais precários. Desde a mobilidade urbana até os atendimentos em saúde. Um verdadeiro descontrole que tem levado a população a sofrer bastante nas mais diversas áreas.  No último domingo (17), fizeram exatos 5 anos das manifestações que pararam o País. Sob o lema de “O gigante acordou”, as pessoas foram as ruas cobrar do governo melhorias, partindo de uma insatisfação generalizada ao aumento da tarifa dos transportes. A pauta das manifestações cobrava serviços públicos com qualidade.

Passados os anos, mais uma copa está sendo vivenciada, e o que mudou? Não precisamos ir muito longe para ver que continuamos perecendo em assistência. Nesse mesmo domingo (17), o médico regulador plantonista do SAMU de Caruaru, o Dr. Paulo Maciel declarou em suas redes sociais que há duas semanas o serviço está sem o abastecimento de água. "SAMU Caruaru sem água há duas semanas de maneira intermitente e diária.Nada se resolve depois de 2 semanas.Isso é motivo de interdição de funcionamento.Qual a responsabilidade da secretaria Municipal de saúde? Será que continuam sem dar a atenção devida aos funcionários e à população?” Relatou.


Não podemos aceitar que o básico para que os serviços sejam mantidos faltem. O mínimo que a população necessita para ser atendida, com qualidade e eficácia, é que as unidades tenham preservadas as condições de funcionamento, para que os profissionais consigam exercer suas atividades. As pessoas desejam que um dia, o “Padrão FIFA” que tanto ouvimos no futebol, um dia chegue até os serviços públicos e quem sabe assim, teremos uma nação com mais equidade e justiça social. Desejamos um padrão além da copa!
GRUPO MOTO ARTE