AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

RC TECIDOS

RC TECIDOS

GBest SPORT

segunda-feira, 17 de junho de 2019

“POLÍCIA FEDERAL REALIZA MAIS UMA APREENSÃO DE SKUNK NO AEROPORTO INTERNACIONAL DOS GUARARAPES E PRENDE UM SUSPEITO POR TRÁFICO DE DROGAS.”






A Polícia Federal em Pernambuco, prendeu em flagrante no dia 11/06/2019, por volta das 10h, no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre IGOR SANSERETH DE CASTRO, solteiro, 24 anos, industriário, natural e residente em Manaus/AM-(não possui antecedentes criminais). A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional e doméstico de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. Os Policiais Federais ao selecionarem algumas bagagens a fim de que fossem submetidas ao aparelho de raios-x, perceberam que em uma delas havia forte presença de material orgânico, bem característico de indicativo de conter drogas.

A ação teve desfecho final quando os policiais ao identificar o proprietário da respectiva mala perceberam que ele estava bastante nervoso quando começou a responder alguns questionamentos dos federais dando respostas desencontradas e sem muita fundamentação, principalmente sobre o motivo de sua viagem. Ao ser aberta a bagagem na sua presença, descobriu-se, escondido entre suas roupas, alguns tabletes que continham em seu interior skunk (substância concentrada com alto teor de THC, também conhecida como supermaconha). Ao todo foram identificados 04 (quatro) invólucros que ao passar pelo exame narcoteste resultou positivo para skunk, totalizando um peso bruto de 2Kg (dois quilos). Além da droga também foram apreendidos documentos e 01 (um) aparelho celular, cartões de embarque e passagens aéreas.*

Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido a droga encontrada, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida, conduzido para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo, onde acabou sendo autuado pela prática do crime contido no artigo 33 da Lei nº 11.343/2006 (tráfico de entorpecentes) e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão. Após a autuação, o preso realizou exame de corpo de delito no IML-Instituto de Medicina Legal e foi levado para a audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça Estadual/PE.*

Em seu interrogatório informou que foi aliciado por uma pessoa em Manaus/AM, não dando maiores detalhes sobre quem o contratou para transportar a droga. Disse também que que pelo serviço de transporte iria ganhar a importância de R$ 2 mil reais. Disse ainda que quando desembarcasse em Recife/PE iria comprar uma passagem de ônibus para Natal/RN e quando chegasse na rodoviária entregaria a droga para uma pessoa que lhe identificaria pela cor da roupa.  Por fim alegou que a motivação para transportar a droga foi devido sua situação financeira.

O skunk é plantado em ambiente controlado, buscando maior concentração do tetrahidrocanabinol, ou THC, substância psicoativa que é o principal responsável pelos efeitos alucinógenos. Normalmente, a concentração de THC nos tipos comuns de maconha varia entre 2% e 4%. Já no Skunk varia entre 14% e 15%, mas, já foram apreendidos skunk com até 30% de THC, o que torna esse tipo de maconha ainda mais prejudicial e letal. 

Os sintomas da maconha são alucinações, perda do controle da concentração e coordenação motora, perda da memória, psicoses, esquizofrenia, neuroses, dilatação da pupila, olhos vermelhos entre outros. Os efeitos do skunk são os mesmos da maconha, porém muito mais intensos, fazendo com que o cérebro do usuário acaba sendo “fritado”, ou seja, os danos cerebrais são mais intensos e danosos. *O tráfico de skunk está ficando constante e se intensificando no nordeste devido a ser uma droga muito mais concentrada e de maior valor de compra do que a maconha.

* Em Cabedelo/PB – A Polícia Federal na Paraíba no dia 14/6/2019, mais de uma tonelada e meia de skunk e prendeu duas pessoas dentro da Operação Mar do Atlântico, com objetivo de combater organização criminosa dedicada ao tráfico internacional de entorpecentes. Foi a maior apreensão de “skunk” da Polícia Federal na Paraíba.

ESTATÍSTICAS DE APREENSÕES NO AEROPORTO DOS GUARARAPES: Essa já é a sétima apreensão de drogas no Aeroporto dos Guararapes no ano de 2019 – até agora 12 pessoas foram presas, sendo 5 homens e 6 mulheres e apreendidos 22Kg de cocaína e 26,5Kg de skunk.