PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

domingo, 21 de fevereiro de 2021

POLICIAIS DO DEPATRI PRENDERAM QUADRILHA ESPECIALIZADA EM CLONAGEM DE VEÍCULOS, RECUPERARAM QUATRO VEÍCULOS ROUBADOS, DOIS MOTORES EM UM GALPÃO ONDE ERAM DESMANCHADOS OS VEÍCULOS NO SÍTIO XIQUE-XIQUE EM CARUARU E O PROPRIETÁRIO DE UMA LOJA DE AUTO PEÇAS DA RUA BAHIA ESTÁ ENVOLVIDO COM A QUADRILHA

 






Na tarde desta sexta-feira (19), Policiais do DEPATRI, após levantamento em conjunto com equipe de Policiais Penais da GISO/SERES, empreenderam diligências com o objetivo de averiguar informação de uma negociação que seria realizada por parte de dois presos recolhidos em unidade do Sistema Penitenciário, ocasião em que foram identificados, ambos recolhidos no Cotel, os quais estariam negociando a entrega de um veículo Toro roubado, que seria levado por um elemento de 25 anos de idade, em um reboque, para um desmanche na Cidade de Caruaru, mediante encomenda feita por um outro indivíduo, proprietário de loja de Peças Automotivas, na Rua Bahia em Caruaru.

Em razão da constatação, foi realizado o acompanhamento do veículo Toro, o qual estava com a placa clonada PDV2692, tendo como originais QYO3E70, com registro de roubo. A entrega do veículo se deu no sítio Xique-Xique em Caruaru, onde policiais realizaram a abordagem a um galpão, onde estavam três mecânicos que trabalhavam desmanchando veículos, inclusive na ocasião  realizavam o desmanche do veiculo Prisma branco, placas OYO7136, com ocorrência de roubo. Ainda no local, foi apreendido também um veiculo Corsa Classic de cor Branca, placas NMG2G27, com sinais de adulteração e um ONIX, placa PCG2G27, além de dois motores com queixas de roubos.

Diante disto, e contando com o apoio do plantão do PJES e da DRFV, houve apreensão de todo material que juntamente com os envolvidos,foram conduzidos e apresentados a autoridade de Plantão do PJES no DEPATRI o DPC DERIVALDO LIRA FALCÃO, que determinou autuação em flagrante delito, pelos crimes dos  artigos 180, 288, 304 e 311 do Código Penal Brasileiro ficando estes a disposição da justiça para audiência de custódia.