TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CENTRAL BURGUER

CENTRAL BURGUER

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

sexta-feira, 21 de julho de 2017

CARUARU: ROCAM RECUPERA CARRO ROUBADO E PRENDE QUADRILHA DE ASSALTANTES E COMO OS MELIANTES FORAM LIBERADOS DA DELEGACIA, DOIS DELES FORAM BALEADOS


O efetivo do COPOM repassou as viaturas que assumiram serviço na quinta-feira (20), que desde o dia anterior havia quatro indivíduos em um veículo Fox preto, de placa KGD-6566, realizando vários assaltos e que o próprio Fox havia sido tomado de assalto pelos indivíduos. Na madrugada desta sexta-feira (22), durante rondas na Favela da Cagepe, o Sargento Valdemar e os soldados J. Alves, M. Silva e Simon da ROCAM, visualizaram este veículo estacionado em frente a uma residência, ciente de que o veiculo era roubado o efetivo foi verificar a casa.

Quando a porta foi aberta os quatro suspeitos Ewerton Rodrigues Ramalho, de 22 anos, que mora na Rua Projetada, no José Carlos de Oliveira; Davi José da Silva, de 21 anos, residente na Favela da Cagepe e dois adolescentes de 15 e 17 anos, foram localizados e com eles foram encontrados três celulares e R$ 116,00 em espécie. Eles foram conduzidos a delegacia e o proprietário do Fox juntamente com outras vítimas reconheceram os mesmos como autores de diversos assaltos ocorridos na última quarta-feira (19).


Os imputados e suspeitos foram ouvidos e liberados. A autoridade competente informou que como os assaltos ocorreram há dois dias, não havia mais situação de flagrante e por este motivo foi aberta portaria. No entanto quando os marginais deixaram a delegacia os menores foram pra casa com os pais, porém os dois maiores, Ewerton Rodrigues e Davi José, foram baleados quando passavam pela Rua Bem Amada Quitéria, próximo ao plantão policial, o Davi foi atingido com um tiro na perna e o compara com um tiro nas costas, ambos foram socorridos  pelo Samu e levados ao Hospital Regional do Agreste e não correm risco de morte. A Polícia Civil está investigando o caso. Os policiais militares já estavam no 4º BPM, quando ficaram sabendo do caso.