PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ECO MEMORIAL

ECO MEMORIAL

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

segunda-feira, 28 de março de 2022

COLUNA DO DELEGADO LESSA

 


É preciso frear a violência no trânsito

O julgamento da Tragédia da Tamarineira, em Recife, ganhou repercussão nas últimas semanas. Um motorista bêbado provocou uma colisão que deixou três mortos. O condutor, João Victor Ribeiro de Oliveira, foi condenado a 29 anos, 04 meses e 24 dias de prisão e a Carteira Nacional de Habilitação cancelada definitivamente.

Esse caso chama a atenção para milhares de vidas que foram ceifadas por causa da violência no trânsito. De acordo com o DataSUS, 31.088 pessoas morreram nas ruas, avenidas e estradas do Brasil, em 2020. As mortes e mutilações no trânsito geram um custo anual da cifra de R$ 132 bilhões à sociedade.

 Não podemos nos esquecer: por trás desses números existem vidas. Dados do Ministério da Saúde apontam que o trânsito é a principal causa de morte por acidente de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos em nosso país. São vidas inteiras interrompidas, muitas vezes por causa da imprudência de condutores.

Estudos indicam que a falta de infraestrutura das cidades, aliada à falta de prevenção, são algumas das causas dessas mortes. Outro aspecto é a ausência de vigilância e punição, que deixa de imputar pena aos responsáveis. Os poderes públicos devem cumprir seus papéis, para promover cidades com mobilidade sustentável e humanizada. A sociedade tem de se engajar, para evitar que novas tragédias aconteçam.

Por isso, é muito importante estarmos atentos ao julgamento do responsável pela morte de um casal em Caruaru, nas proximidades da UPA 24 Horas, em 19 de março de 2018. O motorista José Aurélio Santos de Meira estava sob efeito de álcool e em alta velocidade, quando invadiu a contramão e vitimou Rogério José Santos da Silva e Adelma Alaíde da Silva. Segundo a Polícia, José Aurélio chegou a trafegar por cerca de 500 metros com o corpo de Rogério da Silva preso ao veículo. Após perceber a situação, o motorista realizou manobras desprendendo o corpo e fugiu do local. O julgamento será nesta segunda-feira (28), a partir das 8h, no Tribunal do Júri de Caruaru.