ANUNCIE SUA MARCA AQUI! ENTRE EM CONTATO!

ANUNCIE SUA MARCA AQUI! ENTRE EM CONTATO!

sexta-feira, 19 de maio de 2023

MULHER SUSPEITA DE PARTICIPAR DO ASSASSINATO DO PRÓPRIO TIO EM JATAÚBA, É ABSOLVIDA DA ACUSAÇÃO

 


Foi absolvida pelo júri popular nesta quinta-feira (18), Elisangela de Almeida dos Santos denunciada pelo Ministério Público de Pernambuco, por participação na morte do próprio tio, o ex-candidato a vereador de Jataúba, José Edeilson de Almeida Ramos que tinha 55 anos de idade, quando foi morto na noite do dia 08 de abril de 2021. 

 Durante os debates, o representante do MPPE sustentou a absolvição do delito de homicídio ante a ausência de provas robustas que liguem a ré ao crime. Por sua vez, a defesa técnica da acusada apresentou como tese defensiva a negativa de autoria.

 A assistência da acusação defendeu a condenação da ré pelo delito de homicídio duplamente qualificado pelo motivo fútil e o recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

 Por maioria dos votos, o Conselho de Sentença resolveu absolver a Elisângela da acusação feita pelo Ministério Público, mais ela permanecerá presa preventivamente, por conta da acusação de envolvimento na morte do delegado Dr. Anderson Liberato no dia 17 de abril naquele mesmo ano. O Delegado foi atingido por disparos de arma de fogo no momento em que cumpria mandados de prisão temporária em desfavor dela e do seu marido José Carlos de Santana, de 43 anos. 

 De acordo com a Polícia, no momento do cumprimento do mandado de prisão, Elisângela mentiu para os policiais, informando que estava sozinha e fraqueou a entrada dos agentes da Polícia Civil, o que facilitou para que seu marido surpreendesse o policiamento e atirasse traiçoeiramente contra o delegado assassinado. Ela será novamente submetida a júri popular sobre a morte do delegado, em julho desse ano.

 Já o marido de Elisângela que também foi atingido durante a troca de tiros com a Polícia, foi morto foi executado por homens fortemente armados que interceptaram a ambulância do SAMU que realizava a transferência dele para uma unidade hospitalar na cidade de Caruaru também no Agreste Central, no mesmo dia da morte do Delegado.