TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CENTRAL BURGUER

CENTRAL BURGUER

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

quarta-feira, 29 de março de 2017

EX-MOTOTAXISTA DE TORITAMA QUE COMETEU TRIPLO HOMICÍDIO NA ZONA RURAL DE CARUARU FOGE DA PRISÃO

"Cego"
Waldisney.

Na noite dessa terça-feira (28), dois criminosos fugiram da Penitenciária de Segurança Máxima de Tacaimbó, no Agreste. De acordo com informações da polícia, os fugitivos são, Waldisney Batista de Moura, de 24 anos, e Wilson Vieira da Silva, de 32 anos, conhecido como ‘Cego’, este último, condenado a quase 100 anos pelo assassinato de três da mesma família, no distrito de Lajes (Caruaru) em 2012.

Na época, o homem trabalhava como mototaxista em Toritama e o crime foi de grande repercussão em todo Estado. Ainda não há detalhes sobre a fuga. Segundo a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), o policiamento da região já foi acionado para providências cabíveis e um procedimento disciplinar será instaurado pela Seres para apurar as circunstâncias em que o fato ocorreu.

A penitenciária de segurança máxima foi inaugurada em abril de 2016 e tem capacidade para 676 detentos. O presídio está localizado na BR-232, no quilômetro 166, na Fazenda Água Branca, zona rural do município.

Wilson Vieira foi condenado a 96 anos, quatro meses e 24 dias de prisão, após julgamento no Tribunal do Júri de Caruaru por matar a tiros o ex-sogro e dois ex-cunhados.

Ele também atirou na ex-sogra, que ficou paraplégica. Após a sentença, o mesmo havia sido recolhido para cumprir a pena na Penitenciária Juiz Plácido de Souza, onde ele já estava desde a época do crime, no entanto, pouco tempo depois foi transferido para o presidio de Tacaimbó.
.
Entenda o caso:

De acordo com a assessoria jurídica do fórum de Caruaru, o acusado foi à casa da família da ex-mulher (que não estava no local) e assassinou o pai e os irmãos dela. Ele também tentou matar a ex-sogra, que chegou a ser socorrida e sobreviveu. Os crimes ocorreram no dia 1º de julho de 2012.

Wilson não aceitava a separação e tentava voltar com a ex-mulher. Eles estiveram casados por seis anos e tiveram dois filhos. O acusado foi preso pouco tempo depois do caso e confessou o crime.