TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

DONA MACAXEIRA

DONA MACAXEIRA

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

sábado, 25 de março de 2017

POLÍCIA CIVIL PRENDE DOIS ELEMENTOS E APREENDE UM ADOLESCENTE QUE ASSALTARAM E MATARAM UMA FAMÍLIA NA ZONA RURAL DE CARUARU


A Polícia Civil de Pernambuco, realizou uma coletiva de imprensa na tarde deste sábado (25) em Caruaru, para informar que prendeu dois elementos e apreendeu um adolescente de 17 anos, acusados de terem assassinado três pessoas e de ter tentado matar uma quarta vítima, que está internada no Hospital da Restauração. Participaram da coletiva o chefe da Polícia Civil do Estado, Dr. Joselito Kherle; a delegada seccional, Dra. Polyanne Farias; o delegado chefe da 3ª Divisão de Homicídios do Agreste Dr. Bruno Vital e os delegados que estão investigando o caso, Dr. Luiz Bernardo, que preside o inquérito e o Dr. Francisco Souto Maior, que é o chefe da 19ª Delegacia de Homicídios.

ENTENDA O CASO

Na noite da última terça-feira (21) uma família inteira foi atacada por bandidos no Sítio Lagoa do Paulista, na zona rural de Caruaru. Por volta das 7 horas os marginais arrombaram a porta, entraram na casa e atiraram em todos os moradores, o pai, Geraldo José da Silva, conhecido como “Nilson” de 61 anos; a mãe, Joselma Pereira da Silva, de 52 anos e a filha, Maria Madalena Pereira da Silva, de 24 anos, foram mortos pelos bandidos, já o filho, Geraldo José da Silva Filho, o conhecido “Geraldinho” de 23 anos, foi baleado, mas foi socorrido e está internado em estado grave no Hospital da Restauração, no Recife.
João Anderson, foi o executor do crime.
Rafael Sebastião.
De ontem pra hoje os policiais civis prenderam, Rafael Sebastião da Silva, de 19 anos e João Anderson Gomes da Silva Pereira, de 23 anos e apreenderam um adolescente de 17 anos, que confessaram terem cometido o crime e que abandonaram e queimaram as motos da Maria Madalena e do Geraldinho no Sítio Serra dos Cavalos para se livrarem das acusações, inclusive o Rafael foi preso em Panelas, o João Anderson foi preso em Ribeirão e o menor apreendido em Caruaru. Rafael e Anderson, foram presos por força de Mandados de Prisões Temporárias, foram submetidos a exames traumatológicos no IML e foram encaminhados á Penitenciária Juiz Plácido de Souza e o adolescente será apresentado na Promotoria do Ministério Público que decidirá pelo seu acolhimento a Funase ou não.
A equipe Bravo da Operação Malhas da Lei, foi quem recolheu o preso no presídio de Caruaru.

Embora os delegados não tenham divulgado os detalhes da ação, segundo testemunhas o Rafael mora praticamente em frente a casa das vítimas, Já o João que estava encapuzado, pulou a janela, anunciou o assalto e abriu a porta dos fundos para os dois comparsas entraram no imóvel, eles entraram de capacetes, nisso a Dona Joselma puxou a sua toca ninja e o reconheceu e ele que estava com uma arma em punho, disse que teriam que matar as vítimas, houve luta corporal, principalmente com as duas mulheres que chegaram a tomar a arma de fogo e o João recarregou e continuou atirando nas vítimas, em seguida foram embora levando as duas motocicletas, uma delas sendo empurrada e próximo a Fazenda de Lenilson fizeram uma ligação direta e conseguiram se evadir. O João é mecânico de motos e como as vítimas teriam vendido alguns animais e comprado duas motos a intenção era roubar as motos e uma  boa quantia em dinheiro, já que as vítimas tinham vendido alguns animais recentemente.

O primo das vítimas, Seu Mário de Cazuza, disse que os criminosos chegaram a participar do velório e que a revolta dos moradores da localidade é grande, inclusive ele falou que o adolescente mora no Sítio Muricí, que fica próximo ao Sítio Lagoa do Paulista e que todos se conheciam e que covardemente cometeram esse crime e isso revoltou os moradores da comunidade.

O delegado chefe da Polícia Civil, Dr. Joselito Kherle, falou que desde que assumiu o comando da Polícia Civil no Estado determinou que os homicídios registrados de um ano para cá seriam a sua prioridade e essa metodologia tem sido aplicada em todo o estado e que a Polícia Civil de Caruaru está de parabéns pelo empenho em ter dado essa resposta rápida a sociedade.


O delegado que preside o inquérito, Dr. Luiz Bernardo, confirmou que as motos que foram encontradas queimadas são mesmo dos dois irmãos (Geraldinho e Madalena) e que os marginais as abandonaram porque sabiam que seriam facilmente identificados e atearam fogo nas motos para que as suas impressões digitais não fossem detectadas nos veículos. Ele afirmou também que os presos nunca tiveram passagens pela polícia e que o prazo de um mês será suficiente para concluir as investigações.