AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

segunda-feira, 22 de abril de 2019

COLUNA DO DELEGADO LESSA




Obras no Centro de Caruaru geram polêmica

As reclamações sobre as obras de requalificação do Centro de Caruaru são inúmeras. Nas ruas ou por meio das redes sociais, é comum ouvir queixas de comerciantes, compradores e até mesmo de turistas acerca do polêmico projeto de requalificação do Centro que está sendo implementado pela Prefeitura do Município de Caruaru.

As obras têm provocado interrupções no trânsito e transtornos nas vendas. Com duração prevista para quatro meses, surge a preocupação que os serviços atrapalhem o comércio e o turismo durante datas importantes que se avizinham, inclusive os festejos juninos. É possível que aconteça um ‘replay’ – com cenas ainda mais embaraçosas – do que houve no Dia das Mães do ano passado, quando obras em ruas do comércio prejudicaram as vendas a ponto de a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Caruaru) divulgar uma nota lamentando a situação.

Além dos empecilhos no fluxo de veículos e de pessoas, o impacto ambiental dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos também gera preocupação. O Movimento Ecológico SOS Rio Ipojuca chegou a emitir nota pública sobre a necessidade de o poder executivo municipal “reparar os possíveis danos ambientais e legais causados pelo formato equivocado de executar um projeto dessa magnitude”.

A Lei Orgânica de Caruaru estabelece, no seu artigo 118, que o Município deve assegurar a participação ativa de entidades civis e grupos sociais organizados na elaboração e execução de planos, programas, projetos e na solução dos problemas, bem como o amplo acesso da população às informações sobre o desenvolvimento urbano e municipal, e projetos de infraestrutura.

Para além de ações específicas, é preciso que o poder público apresente um projeto de cidade. Contudo, infelizmente, até a atualização do Plano Diretor sequer está sendo discutida com a sociedade, apesar do atraso de cinco anos. Somente ouvindo os mais diversos setores sociais será possível promover o desenvolvimento integral da nossa querida Caruaru.