AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

quarta-feira, 29 de abril de 2020

DUAS PESSOAS FORAM LEVADAS À DELEGACIA POR DESACATO NA FISCALIZAÇÃO INTEGRADA COVID-19




As fiscalizações conjuntas entre a Secretaria de Ordem Pública, Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes (DESTRA), Guarda Municipal, Secretarias da Fazenda e de Serviços Públicos, PROCON, Ouvidoria, Vigilância Sanitária e Autarquia de Urbanização e Meio Ambiente de Caruaru, além de entidades parceiras como Polícia Militar, Bombeiro Militar, Bombeiro Civil e Disque-Denúncia, já registraram quase 4 mil denúncias, com uma média diária de 105 demandas. Durante o percurso, a equipe de fiscalização realiza outras abordagens, e o direcionamento aos bairros é realizado pela análise do mapeamento do nível de isolamento social.

Diariamente, a equipe formada por 60 profissionais fiscaliza parques e praças, que, inclusive, estão recebendo grades de isolamento, evitando, assim, a circulação e aglomeração de pessoas. Ações com carro de som e baixa na iluminação e sinalização também fazem parte do planejamento de combate ao Coronavírus.

Nos casos de estabelecimentos que insistam em manter o funcionamento, o Grupo de Fiscalização Integrada Covid-19 vem aplicando as sanções previstas na lei, variando de notificação preventiva, cassação do alvará, fechamento do estabelecimento, podendo chegar até a prisão, de modo estabelecido no Código Penal Brasileiro. 

 No bairro Caiucá, durante as fiscalizações a equipe foi alvo de desacato pela filha de uma proprietária de banca de jogo do bicho, que atuava irregularmente. Na discussão, um dos fiscais foi lesionado e a viatura, atingida. “Tivemos o apoio da Guarda Municipal, e solicitamos a presença da Polícia Militar na ocorrência. A jovem foi conduzida à delegacia de plantão, onde foi autuada em flagrante pelos crimes de desacato e lesão corporal”, afirmou o secretário executivo de Ordem Pública, Dyego Veras, que acompanhou toda a ação.

“Algo semelhante aconteceu em uma fiscalização onde encontramos aglomeração de pessoas. Um homem, que estava consumindo álcool e se recusou a sair do local, desacatou os servidores que estavam orientando os moradores. Ele foi conduzido à delegacia e autuado pelo crime de Desobediência. Nas duas situações, após a assinatura do termo circunstanciado de ocorrência, as pessoas foram liberadas e irão responder a processo criminal”, complementou Dyego.

A população pode contribuir denunciando casas de shows e bares por meio do disque-denúncia, nos telefones: 3719–4545 (das 7h às 19h, de segunda a sábado), ou pelo WhatsApp 98256 - 4545/ 98170-2525. Outro contato disponível é o da ouvidoria municipal, no número 156 (das 7h às 13h, de segunda a sexta), ou no WhatsApp 98384-5936. A denúncia pode ser feita também pelo 190 da Polícia Militar.