AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

RC TECIDOS

RC TECIDOS

GBest SPORT

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

COLUNA OPINIÃO DE MULHER COM A PROFESSORA UNIVERSITÁRIA E ENFERMEIRA NAYARA SOUSA



SER MULHER NESSE PAÍS É POR VEZES, ASSUSTADOR!

No dia 11 desse mês, uma advogada de 33 anos, após solicitar um serviço de transporte por aplicativo, tomou uma água ofertada pelo motorista e perdeu os sentidos. A mulher acordou de madrugada nua, em um terreno baldio, com a alça de sua bolsa enrolada no pescoço e com uma garrafa introduzida em sua vagina. Ela foi encontrada por policiais militares por volta das 06h40min da manhã. A advogada foi encaminhada ao Hospital Regional de Sorocaba, onde fez exame de corpo e delito e testes psicológicos. A vítima é do Sul do país e estava em São Paulo para visitar os seus pais. 

Uma empresária é espancada por 4 horas em sua casa. Elaine Caparróz, de 55 anos foi espancada pelo advogado Vinícius Batista Serra, de 27 anos, com quem havia se encontrado pela primeira vez na noite de sábado (16). O agressor foi preso em flagrante, na Barra da Tijuca, zona oeste carioca, após os vizinhos ouvirem pedidos de socorro e chamarem a polícia. A empresária está internada na UTI do Hospital Casa de Portugal, no Centro do Rio e terá que passar por cirurgias reparadoras. A mulher sofreu fraturas por todo o corpo, mordidas, além de trauma no pulmão e apresentar quadro de insuficiência renal. Elaine conheceu o advogado através de uma rede social há 8 meses e no Sábado marcaram de se conhecerem pessoalmente em seu apartamento. O agressor está preso e não sabe explicar porque espancou a vítima.

Todos os dias histórias de horror feito essas têm acontecido em nosso país. As mulheres não possuem segurança nem ao solicitarem um UBER para se locomoverem. Estamos vivenciando uma explosão de atrocidades em diferentes situações. Quer seja dentro de um UBER, quer seja dentro de sua própria casa. A reflexão não deveria ser pautada em que nós mulheres fazemos para ser abusadas. A profunda reflexão diante de crimes dessa magnitude é: o que o poder público tem feito de efetivo para que criminosos sejam duramente penalizados e outros casos como esses não ocorram mais!

Estamos cansados de ver uma sociedade que se mobiliza por causas fúteis, capaz de tornar até uma cor de roupa assunto elencado como o mais comentado em redes sociais, mas incapaz de despertar e se sensibilizar para a violência que acomete homens e mulheres nessa nação! De fato, são dias difíceis os quais vivenciamos. E é verdade sim, criar filhas nesse país é desafiador e por que não dizer, assustador! O conselho de fugir desse país não é nenhuma loucura não!

Essa foi minha opinião de mulher de hoje. Participe conosco enviando suas dúvidas, questionamentos e sugestões para dra.nayarasousa@hotmail.com.