AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

quinta-feira, 14 de maio de 2020

HOMEM QUE FOI ESPANCADO EM CARUARU AINDA NÃO FOI OFICIALMENTE IDENTIFICADO NO IML DO RECIFE


No dia 17 de Abril, ocorreu em Caruaru um fato criminoso, não notificado à 19ª Delegacia de Homicídios de Caruaru, a ação criminosa teve como vítima, supostamente, RAIMUNDO NONATO DE CARVALHO, o qual foi agredido, no dia supracitado, socorrido até a UPA, de onde foi transferido para o Hospital da Restauração em Recife, vindo a óbito no dia 21 de Abril naquele nosocômio.
Em decorrência do óbito, a Delegacia do Espinheiro, a qual abrange a circunscrição do referido hospital, no dia 24 de Abril registrou a ocorrência, tido como provável local do crime a Travessa Caruaru, no bairro Boa Vista em Caruaru. Só então, a 19ª DPH tomou conhecimento do crime e de imediato encetou diligências no sentido de apurar motivação e autoria delitiva.
Todas diligências restaram infrutíferas, a equipe diligenciou em todos lugares apontado como Travessa Caruaru, nesta cidade, porém, os moradores locais, além de dizer que não conheciam tal travessa, disseram que também não presenciaram ou tomaram conhecimento do fato ora narrado.
Em contato com o IML, desde a semana passada, os policiais foram informados que o corpo que, em vida, pertencia a RAIMUNDO NONATO DE CARVALHO, continua na instituição sem comparecimento de nenhum familiar para o reconhecimento e retirada do corpo, tendo o último contato ocorrido na data de hoje, 14/05/20.
Insta frisar, que a vítima não estava portando documentos, logo, o nome RAIMUNDO NONATO DE CARVALHO, foi dado pela mesma, enquanto ainda estava consciente, porém, nos sistemas de consultas os investigadores não encontraram RG ou CPF que pudesse ser da vítima, logo, não descartaram que seu verdadeiro nome seja outro.
Desta feita, ante as negativas obtidas até o presente momento, divulgamos a imagem da vítima, no intuito de que, algum familiar, amigo ou testemunha ocular do fato, compareça até a 19ª DPH para prestar os esclarecimentos necessários.