AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

GBest SPORT

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

sábado, 18 de maio de 2019

CARUARU RECEBE AÇÃO DE COMBATE À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES E DO MAIO AMARELO O DIA 18 DE MAIO FOI ESCOLHIDO PARA ALERTAR A SOCIEDADE SOBRE A ESSA AÇÃO EDUCATIVA QUE REUNE DIVERSOS ÓRGÃOS DE TRÂNSITO





A Polícia Rodoviária Federal (PRF) está realizando, neste sábado (18), uma ação de conscientização sobre o combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (ESCA) e de prevenção a acidentes, em alusão ao Movimento Maio Amarelo. As ações acontecem na Avenida Agamenon Magalhães, próximo ao Km 63 da BR 104. A iniciativa tem como objetivo informar aos motoristas como denunciar casos de exploração encontrados nas rodovias, bem como alertar sobre a violência no trânsito.

Além da PRF, participam do evento o Departamento de Trânsito de Pernambuco (DETRAN-PE), Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), Batalhão Integrado Especializado de Policiamento (BIESP), Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes (DESTRA) e Prefeitura Municipal de Caruaru.

As denúncias nas rodovias podem ser realizadas através do telefone 191 ou pelo Disque 100, que funcionam em todo o Brasil. A ligação é gratuita e não é preciso se identificar. Além das ações educativas, a PRF realiza desde 2003 o projeto Mapear, que busca identificar pontos vulneráveis à ESCA, através de um levantamento com atualização bianual, ao longo das rodovias federais que cortam os municípios do país.

O último levantamento apontou 2.487 pontos vulneráveis, ou seja, que apresentam características que propiciam a prática da exploração sexual, como locais de descanso de motoristas, presença de adultos se prostituindo, ausência de segurança privada, falta de iluminação pública, dentre outros. Desse total, 489 foram considerados pontos críticos; 653, com alto risco; 776, com médio risco; e, por fim, 569 pontos foram avaliados como de baixo risco para ESCA.

18 de Maio A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que foi estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. A proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para sensibilizar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. É preciso garantir a todas o direito ao desenvolvimento de forma protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Movimento Maio Amarelo Os criadores do movimento têm como intenção colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.