AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

RC TECIDOS

RC TECIDOS

GBest SPORT

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

COLUNA DO DELEGADO LESSA




O paraíso manchado de óleo

A Marinha confirmou: as manchas de óleo que têm aparecido no cenário das praias do Nordeste desde o final de agosto agora estão concentradas em Pernambuco. Autoridades e a população em geral estão preocupadas com a situação. Da quinta-feira (17) até o domingo (20), mais de 50 toneladas de óleo foram retiradas das praias de Pernambuco.

Desde que apareceram, em agosto, as manchas atingiram 201 localidades de 74 municípios do Nordeste. A origem das manchas é de difícil identificação. O almirante Alexandre Rabello de Faria, chefe do Estado Maior do Comando das Operações Navais, comparou o fenômeno a uma “bala perdida que se projetou em toda a costa”. “Temos a evidência, mas estamos procurando a arma e quem usou. A dificuldade é muito grande”, reconheceu.

Se identificar a origem não é fácil, mensurar os impactos ambientais do óleo ainda também é uma árdua tarefa. Especialistas apontam que os transtornos podem demorar décadas para serem contornados. O que sabemos é que a substância é prejudicial para animais e pessoas.

Até agora, os dados oficiais mostram que o setor de turismo está operando normalmente. Em Pernambuco, a Secretaria de Lazer e Turismo informou que resorts, pousadas e agências de turismo não sentiram impactos negativos e seguem o ritmo esperado para o momento. Porém, medidas devem ser tomadas de forma clara, para tranquilizar turistas e moradores, tendo em vista a aproximação da alta temporada. Sem distinção de esfera de poder ou de matiz ideológica, é essencial que todos deem as mãos na busca por soluções.