AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

segunda-feira, 22 de junho de 2020

COLUNA DO DELEGADO LESSA




Violência em tempos de pandemia

Embora seja um problema que, infelizmente, persiste na sociedade, a violência adquiriu outras características com a pandemia do novo coronavírus. Uma das faces da violência que vem crescendo é a violência doméstica. Recentemente, o chefe da ONU, António Guterres, pediu medidas para combater o “horrível aumento global da violência doméstica” dirigida a mulheres e meninas.

O Brasil também faz parte destas estatísticas. O Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) registra que o número de ligações para a Polícia sobre violência doméstica saltou de 21,4% para 44,9% (por 100 mil habitantes) neste tempo de pandemia. Dados da Secretaria de Defesa Social (SDS) mostram que em março e abril deste ano, Pernambuco registrou 5.664 crimes contra mulheres em domicílios. No mesmo período, foram notificadas 106 denúncias de agressões contra idosos e 201 queixas de delitos sexuais contra crianças e adolescentes.

A Delegacia da Mulher de Caruaru registrou, de janeiro a maio, 648 Boletins de Ocorrência, e 273 pedidos de medidas protetivas de mulheres. O aumento de requerimento de medidas protetivas representa 17%, comparado com o acumulativo do ano passado. A denúncia é o primeiro passo para evitar os crimes.

Pensando em formas de diminuir os casos de violência doméstica, apresentamos na Assembleia Legislativa de Pernambuco o projeto de lei nº 1182/2020, que busca promover a divulgação dos canais de denúncia de abuso e violência contra crianças e adolescentes através das videoaulas disponibilizadas na rede de ensino público e privado no estado. Garantir justiça e promover uma cultura de paz são desafios pelos quais todos somos responsáveis.