PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

sábado, 27 de março de 2021

COLUNA CLUBE DO FILME COM MARY QUEIROZ

 


VINGADORES – GUERRA INFINITA

 


Grandioso, épico, emocionante, surpreendente e monumental, VINGADORES: GUERRA INFINITA, eleva os filmes de super-heróis ao patamar máximo de diversão e seriedade.

De 2008 a 2018, foram 10 ano para que  VINGADORES: GUERRA INFINITA chegasse. 10 anos de apresentações, pequenas pontas em um ou outro filme, até que pudéssemos entender a grandiosidade de um personagem, em um Universo Cinematográfico tão bem construído durante uma década e eis que ele surgiu, imponente, soberano, forte e invencível, assim é Thanos e é deste jeito que ele foi apresentado.

Em 2008, Homem de Ferro, estreava nos cinemas, filme da MARVEL STÚDIOS, com o compromisso de apresentar ao mundo, um novo filão de filmes: os super-heróis. Baseados nas histórias dos personagens dos quadrinhos, vimos um Tony Stark magistralmente interpretado pelo ator Robert Downey Jr. e a partir dali incorporaria em sua vida, o personagem, numa ligação clara e simbiótica entre eles. A MARVEL acerta de primeira.

Nos anos seguintes, tantos outros super-heróis foram adentrando no Universo Cinematográfico da Marvel, onde estava sendo montado um quebra-cabeça cuja última peça foi encaixada de forma magistral neste filme, e ele literalmente mostra para que veio, ao provocar um confronto de proporções inacreditáveis na tela. Vamos deixar claro uma coisa, estamos falando de adaptações dos personagens de HQ’s para o cinema, cabendo aqui, uma licença poética ao público não acostumado com os quadrinhos e a MARVEL acerta novamente.

Com a árdua missão em entregar um filme proporcionalmente tão grande e reunir uma enorme quantidade de super-heróis na telona, quanto os astros que compunham o elenco, numa ousada mistura de super-seres oriundos das mais diversas esferas do Universo, seria arriscado e a química poderia não dar certo, porém, após fazerem seu laboratório com o bem sucedido Capitão América – Guerra Civil, a MARVEL encontra a fórmula certa em unir esses grandiosos personagens  mais uma vez  neste filme.

Em VINGADORES – GUERRA INFINITA, tudo é grandioso, funciona, causa uma sensação de prazer ao vermos tantos super-heróis reunidos no cinema, lutando, batalhando, sofrendo diante de um oponente cruel e insano, com sede de cumprir sua missão, custe o que custar. Assim é Thanos e também seus objetivos. Mas, até que ponto seus objetivos são insanos? Até que ponto seu desejo desenfreado por esses objetivos, não teria lógica? Essas questões vão sendo mostradas ao longo da narrativa e por vezes, ficamos perplexos em pensar do ponto de vista do poderoso vilão.

Este não é só mais um filme de super-heróis, longe disso, é a saga de um vilão, o qual teve sua trajetória construída ao longo de uma década, culminando nesse épico momento para que forte e imponente, Thanos chegue a terra com o objetivo de reunir as últimas Joias do Infinito em sua manopla e assim poder dar cabo ao seu plano.

A ação do filme se passa em diversos núcleos, muito bem distribuídos ao longo da narrativa, tendo um ritmo frenético incessante, mal deixando o expectador respirar, tamanha quantidade de ação que nos é jogada aos nossos olhos. Paralelo a isso, uma dose certa de comédia, dá o alívio cômico necessário, nos preparando para o que vem a seguir. Todos os personagens estão bem sintonizados em suas camadas, em seus conflitos, unidos por um único objetivo, “deter Thanos”. O trabalho em equipe é bem dividido, nos permitindo acompanhar a narrativa tanto no espaço quanto na Terra ou em outros planetas, e isso é incrível.

Thanos rouba a cena sempre e o CGI deste personagem é muito bem feito. Vale ressaltar que  a captação dos movimentos do ator Josh Brolin está perfeita, nos levando a crer em muitas situações, que estamos mesmo vendo o ator naquela imagem que passa todo poder e imponência necessária do personagem, demonstrando em todos os atos que  Thanos impõe respeito e medo.

VINGADORES – GUERRA INFINITA, fecha o ciclo desta saga heroica, deixando cada espectador encantado e satisfeito com o que foi apresentado na tela. Hulk, Viúva Negra, Thor, Guardiões da Galáxia, Homem de Ferro, Homem-Aranha, Capitão América, Pantera Negra Dr. Estranho e Loki têm uma importância altamente relevante e toda a trama, nos fazendo sentir as mais variadas emoções, amor, medo, ódio, vingança, desespero, agonia, tentação e esperança.

PROGRAMA CLUBE DO FILME



O Programa Clube do Filme vai ao ar, ao vivo, todo sábado, às 13h pela Rádio Cultura do Nordeste 96,5 FM /AM 1130, apresentado por Edson Santos e Mary Queiroz. Acompanhe pelo YouTube no canal Rádio Cultura do Nordeste.