AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

segunda-feira, 19 de abril de 2021

COLUNA DO DELEGADO LESSA

 


A morte do delegado Anderson é uma perda para toda a Segurança Pública

Uma grande perda para a Segurança Pública. A morte do titular da Delegacia de Polícia Civil de Brejo da Madre de Deus, delegado Flávio Anderson Liberato Alves do Nascimento, causou tristeza e indignação. Ele foi atingido por três disparos de arma de fogo no sábado (17), enquanto cumpria um mandado de prisão contra um casal suspeito de homicídio em Jataúba. Na ocasião, o casal foi preso por causa do crime anterior e também pelo crime contra o profissional de segurança. O delegado foi conduzido a uma unidade de saúde em Jataúba. Ele estava com três lesões provocadas pelos disparos, uma no braço, outra na coxa e a terceira na região da clavícula, a qual transfixou o tórax, atingindo o pulmão e o coração do policial. 

O corpo do delegado foi conduzido ao Ceará, seu estado natal. O velório ocorreu no domingo (18) em Fortaleza. Também houve um ato simbólico em Caruaru, na Delegacia de Divisão de Homicídios. O enterro será no cemitério Memorial da Paz, em Maracanaú-CE. Na ocasião, uma medalha de honra ao mérito deverá ser entregue à mãe do policial, conforme divulgado pelo chefe de Polícia Civil de Pernambuco, Nehemias Falcão de Oliveira Sobrinho. Várias entidades expressaram sentimentos pela morte de Anderson. Com uma trajetória digna de aplausos, o profissional deixa uma lacuna irreparável.

Com 32 anos de idade, o delegado Anderson Liberato era conhecido na instituição por sua seriedade e comprometimento na prestação de serviços à população. Ele ingressou na Polícia Civil de Pernambuco em 2018, e foi titular da 19ª Delegacia de Homicídios, em Caruaru; da Delegacia de Polícia da 111ª Circunscrição, em Jataúba; e também integrou a equipe de plantão da Delegacia de Polícia da 128ª Circunscrição, em Santa Cruz do Capibaribe.

A morte de um policial representa uma perda para todo o complexo da Segurança Pública. O momento é de dor e reflexão. Nossos sentimentos a todos os familiares e amigos. Que todos nós, profissionais de segurança, sigamos o exemplo do delegado Anderson, cumprindo nossa missão com coragem e perseverança, pelo bem de toda a população.