AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

quinta-feira, 4 de junho de 2020

“NOVO GOLPE NO WHATSAPP PROMETE UM AUXÍLIO-VALE-GAS NO VALOR DE R$ 70 A R$ 120 EM VIRTUDE DA PANDEMIA DO COVID-19”






A Polícia Federal alerta para um novo golpe no WhatsApp que promete um auxilio-vale gás no valor de R$ 70 a R$ 120 reais em virtude da pandemia do Covid-19 que teve sua fonte de renda afetada pelas medidas de isolamento social, através do Ministério da Cidadania.*O link que está sendo enviado para as contas do whatsapp e facebook começou a circular no final da semana passada. É bastante comum que os cibercriminosos se aproveitem de períodos e situações específicas, para aplicar golpes financeiros com temáticas personalizadas para enganar as pessoas. Infelizmente com a pandemia do Coronavírus, não tem sido diferente. O golpe avisa que o Ministério da Cidadania abriu inscrições para o programa auxílio-gás com distribuição de 200 mil botijões para famílias de todo o Brasil que tiveram suas fontes de renda afetadas pela pandemia do coronavírus, bastando paras isso que a pessoa faça um cadastro simples para solicitar a entrega em casa, com as seguintes informações:

SELECIONE SEU ESTADO
SELECIONE SUA CIDADE
NOME COMPLETO

Para dar veracidade a mensagem, os golpistas exibem relatos falsos em redes sociais de supostas pessoas que já ganharam as cestas básicas e atrela a atual logomarca do governo federal para dar mais credibilidade ao golpe.  A vítima ainda é incentivada também a compartilhar o link malicioso com todos os seus amigos e contatos do WhatsApp, espalhando a fraude e tornando as pessoas de seus contatos vítimas em potencial de possíveis outros golpes orquestrados pela quadrilha. O problema é que ao clicar em  avançar surge uma barra de preenchimento que se for finalizada, o celular ou computador das pessoas são infectados com programas maliciosos que vão desde capturar informações pessoais como fotos, vídeos, mensagens e senhas, Com tais informações os bandidos podem abrir contas correntes em bancos virtuais ou físicos onde terá acesso a cartão de crédito, cheque especial, poderá abrir empresas fantasmas e fazer compras pela internet tudo em nome de terceiros. E quando as vítimas se dão conta são surpreendidas com contas em seu nome que não fizeram e dívidas que não contraíram.  A boa notícia é que a maioria dos links que foi utilizado para aplicação dos golpes já foram bloqueados.* Também podem bloquear criptografando o telefone ou computador só liberando se a vítima fizer transferência em dinheiro através de bitcoins (moeda virtual que dificilmente é rastreada).*

COMO SE PROTEGER:

1. Ao receber uma mensagem deste tipo, desconfie sempre antes de clicar nos links compartilhados no WhatsApp ou nas redes sociais.

2. Não compartilhe links duvidosos com seus contatos sem antes saber se são autênticos – você pode estar sendo usado por bandidos para espalhar o golpe e prejudicar outras pessoas, inclusive seus parentes.

3. Cuidado com o imediatismo de mensagens tais como: agendamentos liberados até hoje, último dia para o saque, urgente, não perca essa oportunidade, quase sempre tais conteúdos querem fazer com que as pessoas não averiguem a veracidade do conteúdo nas páginas e órgãos oficiais.

4. Nenhum órgão do governo federal se comunica solicitando dados e informações dos seus beneficiários ou servidores através de links via WhatsApp;

5. Certifique-se no site oficial da empresa ou governamental sobre a veracidade do que está sendo oferecido, principalmente quando se tratar de supostas promoções, ofertas de dinheiro, brindes, descontos ou até promessas de emprego. Nesse caso, o Ministério da Cidadania, já esclareceu e alertou que são falsas as informações do link acerca do oferecimento do Vale-Gás no valor entre R$ 70 e R$ 120

6. Nunca preencha nenhum cadastro, formulário ou pesquisa fornecendo seus dados financeiros ou pessoais através de links enviados pelo WhatsApp, tais como: senha de bancos, cartão de crédito e do benefício do INSS dentre outros.

7. Não acesse nenhum site que se diga do governo federal, sem constar as terminações .gov.br

8. Ao entrar em qualquer página verifique se existe um cadeado cinza no canto superior esquerdo da página – isso atesta que sua conexão não foi interceptada e que o site está criptografado para impedir golpes.

9. Links que levem direito ao cadastro tem que haver o HTTPS onde o “S” corresponde a uma camada extra de segurança;

10. Não marque nenhum agendamento para que pessoas compareçam em sua residência sob o pretexto de fazer uma consulta presencial, bandidos podem se aproveitar dessa situação para se passar agentes de saúde e realizar assaltos.

11. Nunca baixe programas piratas para o celular ou computador, tais sites costumam ter a maior concentração de vírus;

12. Instale um bom antivírus em seu celular ou computador e tenha o sistema operacional do seu celular e computador atualizados.

OUTRO GOLPE – BANDIDOS ESTÃO SE PASSANDO POR ANALISTAS DA CAIXA ECONOMICA FEDERAL PARA OBTER INFORMAÇÕES PESSOAIS E APLICAR GOLPES FINANCEIROS





Numa outra modalidade criminosa, bandidos estão enviando mensagens via whatsapp para os celulares das pessoas, se passando por analistas da Caixa Econômica Federal com o objetivo de obter informações de senhas, números de contas de auxilio cidadão e bolsa família para retirar os valores existentes do auxílio emergencial, FGTS, bolsa família sob o pretexto de ajudar os clientes que estariam com dificuldade ou pendências para receber os benefícios do governo federal. Para se livrar desse golpe é importante saber que nenhum órgão do governo federal se comunica solicitando dados e informações dos seus beneficiários ou servidores através de links via WhatsApp. 

É necessário sempre acessar o site oficial da Caixa Econômica Federal para esclarecer qualquer dúvida ou obter informações e jamais procurar pessoas não credenciadas pelo banco. A CEF já esclareceu e alertou*que tais links são fraudes e não devem ser acessados sob nenhuma hipótese* E por fim nunca preencher nenhum cadastro ou formulário, fornecendo seus dados financeiros, através de links enviados pelo WhatsApp tais como: senha de bancos e números de contas de benefícios ou cartão de crédito* e por fim, não acesse nenhum site que se diga ser do governo federal, sem constar as terminações .gov.br