PREFEITURA DE CARUARU

PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

sexta-feira, 21 de maio de 2021

COLUNA OPINIÃO DE MULHER COM A ENFERMEIRA E PROFESSORA UNIVERSITÁRIA NAYARA SOUSA



A PANDEMIA EM CARUARU

Os últimos dias tem sido marcados por aumento de casos e óbitos por COVID-19 em Caruaru. Os leitos de Unidade de Terapia Intensiva têm operado com 100% de ocupação ou próximo disso, tanto na rede pública, como na rede privada.

Nos preocupa principalmente porque os leitos de enfermaria também operam com índices de ocupação elevados e já é possível observar uma sobrecarga nas Unidades de Pronto Atendimento – UPAS. Esse ciclo de aumento da demanda fragiliza outros serviços também urgentes, o que vai gerando mais pessoas desassistidas.

Como já venho alertando em outras colunas, o perfil de ocupação desses leitos também mudou, e nos chama a atenção o agravamento de pessoas mais jovens. Por exemplo, no último Sábado faleceu o empresário Caruaruense Ricardo Henrique, por complicações da Covid-19. Ricardo havia passado 31 dias na UTI, o que reforça a tese apresentada nos estudos mais recentes de que, pessoas mais jovens estão sendo mais acometidas na forma grave e estas, tem passado mais dias nas UTIs.

A vacinação lenta tem sido um grave problema em meio a esse caos. As doses ainda não são suficientes para garantir uma cobertura eficiente. O que é um problema nacional e não apenas local, tardando ainda mais o retorno da normalidade, permitindo que mais óbitos aconteçam. O município já registrou 24.144 casos de Covid-19, com 23.472 pessoas recuperadas e 571 óbitos, segundo o último boletim epidemiológico divulgado na quarta-feira (19).

A falta de compreensão da população sobre seu papel frente à crise sanitária também é um fator considerável. Muitos não compreendem que é necessária uma ação conjunta, com a prática de medidas já amplamente divulgadas. Utilizar máscara e higienização das mãos, assim como não promover aglomerações é o básico! Mas para alguns, essa consciência não acontece. É importante reforçar que, se precisarmos de internamento, provavelmente não teremos.

Esse sem dúvidas, é um dos momentos mais graves que a cidade passa no que diz respeito a pandemia.

Essa foi a minha Opinião de Mulher de hoje. Me acompanhe no Instagram: @nayara_gsousa.